terça-feira, 29 de setembro de 2009

Quem vence se o Rio vencer?

A realização dos Jogos Olímpicos no Rio traria mais benefícios ou prejuízos para o cidadão carioca? Há dois exemplos recentes que demonstram o lado bom e o lado ruim dessa história.

O lado bom: Barcelona, 1992. Foram tantas as melhorias por lá que alguns dividem a história da cidade em “antes das Olimpíadas” e “depois das Olimpíadas”. Foi uma revolução em infraestrutura. Respeitando o orçamento de US$ 6 bilhões, Barcelona foi preparada para os Jogos e foi reconstruída, com monumentos restaurados e considerável melhoria nos transportes públicos, incluindo a expansão das linhas de metrô. Até hoje, a cidade colhe os frutos por ter sediado a maior competição esportiva do planeta.

O lado ruim: Atenas , 2004. Foram gastos US$ 16 bilhões e a cidade não aproveitou praticamente nada do que foi feito ou reformado. São várias as construções que só foram exploradas durante a competição, algo bem parecido com o que ocorre aqui depois do Pan. Falando nisso, talvez o Pan 2007 sirva como referência.

O orçamento inicial era de R$ 720 milhões, mas – surpresa! – no final, segundo a versão oficial, gastamos R$ 3 bilhões!!! Obras superfaturadas, sem licitação (sob a alegação de que era preciso cumprir os prazos e, assim, não haveria tempo para que todos os “trâmites” fossem respeitados) e, no fim, o que melhorou na vida do cidadão carioca? O custo compensou os benefícios? Aliás, quais são mesmo os benefícios? Se alguém citar o Engenhão, eu imito o torcedor do Botafogo e choro!

O orçamento para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016 é de R$ 30 bilhões. Ou seja, gastaremos, por baixo, uns R$ 70 bi para promover um evento que - conforme o que vimos após o Pan - não deixará legado. Pode ser interessante frustrar os paulistas que estão secando. Pode rolar até uma massagem no ego morar numa cidade que vai sediar o maior evento esportivo do mundo. Mas alguma coisa me diz que existem pelo menos dez coisas mais importantes que poderiam receber o mesmo investimento, trazendo muito mais benefícios para a população, como educação, saúde e segurança, por exemplo. Mas achar que vão investir nisso já é ingenuidade demais da minha parte...

6 comentários:

  1. Acho que temos muitos problemas para sediar uma Olimpíada. Para mim, essa vontade do Rio em sediar os jogos pode ser comparada com uma mãe que, ao invés de alimentar seu filho, compra o vestido mais caro da vitrine. Sou totalmente contra. Já tivemos a lição do Pan e vimos que não temos legado nenhum. Tivemos duas semanas de sossego, mas depois tudo voltou à desordem. Rio 2016... eu digo não!!!

    ResponderExcluir
  2. Sou 100% contra a candidatura do RJ e qq cidade do Brasil.

    O Brasil pretende investir:
    - Mais de 10 BILHÕES de Reais em infraestrutura para a Copa de 2014.
    - 29 BILHÕES de Reais para arrumar o Rio de Janeiro para a Olimpíada de 2016.
    -Sem falar nos R$ 3,6 bilhões gastos nos Jogos Panamericanos do Rio em 2007.

    Provavelmente eles (governantes) não acham que os cariocas (brasileiros) precisem de hospitais e escolas, que estamos super bem aqui. Supimpa!

    Vamos torcer para Obama ir à Dinamarca apoiar Chicago! Ouvi dizer que com ele lá apoiando a candidatura, é garantida a vitória da cidade norte-americana. Pois ele não perderia seu tempo e prestígio indo lá pra nada.

    GO CHICAGO, GO!!

    ResponderExcluir
  3. Quem vence se o Rio vencer? Cabral, Paes e sua corja, obviamente.

    Se já não bastasse o absurdo que será a realização da Copa do Mundo aqui no Brasil, agora a mídia vem com essa onda hipnótica tentando convencer a população de que os Jogos Olímpicos aqui serão um divisor de águas. Infelizmente, pelo histórico dos nossos políticos, é sabido que NADA SERÁ FEITO para a melhoria das condições de vida do povão. Continuarão todos muito pobres, sem saúde, sem transporte, sem segurança, sem emprego enquanto a corja nada em rios de dinheiro provenientes de obras superfaturadas e propinas.

    O Rio de Janeiro tá às mil maravilhas pra receber um evento desses, né? VERGONHA!!!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Li seus comentários lá no meu blog e adorei o seu... :)

    Na verdade, de início eu nem queria muito divulgar meu blog, pois sei q religião é um tema polêmico e não queria muito q as pessoas chegassem ali para me ofender, ou ficar me criticando... era mais uma coisa minha, sabe?? mas a galera foi lendo, e hj já me sinto mais à vontade... escrever é a melhor forma de acertar meus pensamentos e debater alguns assuntos com pessoas que queiram me acrescentar algo ou então discordar construtivamente... rs

    Fica nA PAz !!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Posto este comentário já ciente da vitória do Rio 2016. Quem mais ganha com isso e óbvio: Eduardo Paes acaba de garantir sua reeleição, assim como Sérgio Cabral. Só o Lula não se aproveitará dessa passagem pra emplacar a Dilma, porque essa vitória "regional" não tem tanto peso. Vai ter de tudo de novo: superfaturamento, roubalheira, desvios,... Mas por outro lado, se não houvesse jogos olímpicos aqui os demais problemas também não seriam tratados, infelizmente. Uma derrota não desviaria os estimados 30 bi pra cuidar das nossas mazelas. Sendo assim, torço agora pra que o fato inevitável seja aproveitado do melhor jeito. Que o esporte consiga mais investimento, mais apoiadores, pra pelo menos tirar uma galerinha das ruas agora. Serão menos bandidos amanhã (é lógico que uma molecada mto grande vai se engajar em alguma modalidade esportiva a partir de agora por conta das olimpas). Agora uma nota, das mais despolitizadas: nossa geração vai participar de um Pan, uma Copa das Confederações, Copa do Mundo e Jogos Olímpicos. Quanto tempo vai demorar pra acontecer isso de novo? Seremos avós cheios de coisa pra contar =]

    ResponderExcluir